Investimentos

Oportunidade de comprar ações na baixa

Kaio Serrate
Escrito por Kaio Serrate em 6 de julho de 2022
Oportunidade de comprar ações na baixa
Quero aprender mais

Assine nossa lista e receba conteúdos exclusivos

A Bolsa de Valores vem passando por um período de queda. Em momentos assim, os gurus financeiros costumam alardear “oportunidades imperdíveis” de comprar na baixa. Quem acompanha esses conteúdos fica logo emocionado, em busca de dar uma tacada certeira. É o tal do FOMO (fear of missing out ou medo de ficar de fora), que bem explorado pelos marqueteiros digitais te fará comprar os produtos que o guru oferece para o seu suposto enriquecimento rápido.

Comprar empresas com bons fundamentos nos momentos em que o mercado reduz as cotações dessas empresas por conta de fatores e emoções de curto prazo é um dos pilares da tese de investimentos de muitos investidores bilionários. Não está errado, mas pode não ser para você.

Aqui temos dois problemas, vamos a eles:

O primeiro deles é que nem eu nem você somos bilionários. Os grandes investidores têm milhões em ativos com liquidez imediata, disponíveis para aportar nesse tipo de cenário. Se o que sobra do seu salário para investir mensalmente é R$ 500,00; R$1.000,00; R$ 2.000,00 (e isso já é bastante, considerando a realidade do Brasil) não faz o menor sentido você ficar em busca da grande tacada. A chance de você investir em uma empresa ruim, só porque ela está “descontada” e parece ser uma grande oportunidade é enorme.

O segundo problema está no fato de que a maioria dos investidores iniciantes não sabe diferenciar uma empresa boa de uma ruim. E nesse ponto é até mais fácil investir no Brasil do que nos EUA, por exemplo. Aqui não temos nem 100 empresas de capital aberto com ótimos fundamentos. Faz muito mais sentido, portanto, você gastar seu tempo estudando sobre isso do que apostando na dica matadora do guru.

Para o pequeno investidor em ações a coisa certa a fazer tende a ser a menos emocionante: estudar sobre investimentos, identificar boas empresas e fazer seus aportes mensais em uma carteira diversificada composta apenas por empresas com bons fundamentos.

Ao longo do tempo, você perceberá que também conseguirá aproveitar as flutuações do mercado, mesmo quando não está em busca das “oportunidades imperdíveis”.

Deixe para pensar na grande tacada quando você for um grande investidor.