Investimentos

NFTs, o futuro ou apenas a próxima bolha?

Kaio Serrate
Escrito por Kaio Serrate em 24 de março de 2022
NFTs, o futuro ou apenas a próxima bolha?
Quero aprender mais

Assine nossa lista e receba conteúdos exclusivos

Se eu perguntar a sua opinião sobre a ascensão repentina dos NFTs, qual das opções abaixo estaria mais perto da sua percepção?

a) é o futuro

b) é a próxima bolha

c) nunca vi nem ouvi falar desse troço

NFT é a sigla para non-fungible token, um criptoativo que possui um certificado digital único e que garante ao proprietário sua autenticidade. Todas as características daquele token ficam registradas em um blockchain (uma espécie de livro-razão digital, descentralizado e rastreável, que registra transações e ativos). Um NFT pode ou não estar lastreado em um ativo real. Atenção para esta última característica, pois ela é fundamental quando se pensa em NFT como investimento.

Os NFTs existiam desde 2012, quando “versões coloridas” do bitcoin surgiram pela primeira vez. No ano passado, o conceito chegou ao grande público e os tokens não fungíveis viraram a bola da vez.

A sigla foi considerada a palavra de 2021, segundo o dicionário Collins.

Há muita empolgação no ar e muita gente embarcou na onda. Começo a perceber alguns conhecidos, gente comum como eu e você, disposta a “investir” ou já “investindo” uma fração de sua renda pessoal nessa nova classe de ativos tecnológicos.

Artistas gráficos, grifes de moda e o mercado de games têm lançado com frequência seus tokens. A obra The First 5000 Days, do artista Beeple, foi leiloada por US$ 69 milhões e, até o momento, é considerada a arte digital mais cara já vendida no mundo. Já os macacos entediados da Bored Ape Yacht Club (BAYC) tornaram-se uma das coleções de NFTs mais valiosas do mercado e se espalharam pela internet. Pesquise para entender as proporções do fenômeno e os famosos que embarcaram na iniciativa. Stephen Curry, Jimmy Fallon e até mesmo Neymar são algumas das celebridades que fizeram a fama dos símios da BAYC. A Yuga Labs, empresa desenvolvedora da coleção, anda sendo avaliada em alguns bilhões de dólares por analistas de mercado. No Brasil, a marca de roupas Reserva anunciou a Reserva X, a primeira coleção da marca voltada aos ativos virtuais.

O tempo dirá se estamos testemunhando o futuro ou apenas o crescimento de uma nova bolha do mercado.

O que eu digo quando perguntam a minha opinião?

Tudo é muito novo e confesso que não tenho conhecimentos profundos sobre as novas possibilidades que a tecnologia proporcionará. Dito isso, meu palpite (veja bem, palpite é a palavra) é que o mercado de NFTs, nesse estágio inicial, é terreno fértil a ser explorado por empreendedores inovadores e por investidores de alto risco e com muita sobra de caixa para queimar.

Já quando o assunto é investimento para formação de patrimônio pessoal, procuro me guiar por uma lógica simples. NFTs, criptomoedas, daytrade, Forex, avestruz ou boi gordo; tudo isso pode ser um investimento genuíno ou apenas o argumento para o golpe da vez.

Se você não estudou com seriedade e por tempo suficiente quaisquer desses mercados e não conhece os riscos e as características do ativo no qual pretende investir, há boas chances de duas coisas acontecerem: seus recursos vão migrar direto para as mãos dos investidores que sabem o que estão fazendo ou, pior, você vai entregar seu dinheiro suado para os pilantras que estão sempre a postos para criar um novo esquema de pirâmide. Os estelionatários são rápidos no gatilho, pode acreditar.

Nos dois casos você estará fazendo mau uso do seu capital. Resta, portanto, o caminho mais longo, que é conhecer de verdade aquilo em que você pretende investir.