Notícias

Inflação nas passagens aéreas

Kaio Serrate
Escrito por Kaio Serrate em 27 de julho de 2022
Inflação nas passagens aéreas
Quero aprender mais

Assine nossa lista e receba conteúdos exclusivos

Niterói, uma das cidades do meu coração, vista de cima no entardecer de um voo recente.

A bela paisagem é só para te contar que o preço das passagens aéreas subiu 79,9% nos últimos 12 meses, de acordo com o relatório mensal da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Em abril deste ano, os brasileiros pagaram, em média, R$ 659,20 por trecho. Esse é o maior valor para o mês desde 2009.

A queda de 41% nas viagens durante a pandemia e a recente escalada no preço do querosene de aviação são apontadas como as principais razões para a inflação das tarifas aéreas.

As principais causas para o cenário de curto prazo podem até ser essas, mas não custa lembrar que a concentração do setor aéreo no Brasil é uma piada. Quando apenas 3 empresas operam quase todos os voos domésticos, a possiblidade de distorções nos preços é muito maior.

Ampla concorrência faria muito bem ao setor e ao bolso do passageiro.

Oi,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.